Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Promotor de Justiça de Taubaté sofre seqüestro relâmpago

O promotor de Justiça de Taubaté, João Marcos Cervantes, e a filha de cinco anos foram vítimas de um seqüestro relâmpago na noite de quarta-feira, 24, em Taubaté, no Vale do Paraíba. Ele parou com o carro na Rua Armando Sales de Oliveira, região central, quando foi abordado por dois homens armados. Os seqüestradores pegaram o carro e ficaram rodando pela cidade, seguindo para a cidade vizinha de Pindamonhangaba. "Pararam próximo a um supermercado e obrigaram a vítima a retirar cerca de mil reais. Depois libertaram as vítimas e fugiram com o carro", contou o delegado seccional de Taubaté, Roberto Martins de Barros. O promotor telefonou para a Polícia Militar que, em buscas por Taubaté, localizou o carro no bairro Independência que estava sendo dirigido por um dos acusados do seqüestro. Ele levou a PM até uma casa onde os outros bandidos foram presos. Os suspeitos Tiago Fuga, Carlos Rocha e Ernesto Oliveira confessaram o crime. Eles usaram uma arma de brinquedo para ameaçar o promotor. Uma jovem de 18 anos fazia companhia ao trio e tambémfoi levada à delegacia para prestar depoimento, mas foi liberada por falta de provas. Os criminosos vão ficar detidos no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Taubaté.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2007 | 16h24

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.