Proprietário de jornal é assassinado no Mato Grosso do Sul

O jornalista Edgar Ribeiro Pereira de Oliveira, de 43 anos, um dos proprietários da jornal Boca do Povo, foi assassinado no início da noite desta segunda-feira em Monte Castelo, bairro da periferia de Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Alvejado várias vezes na caminhonete Blazer que dirigia, Edgar morreu no local do crime. O fato aconteceu quando ele passava pela Rua Dolor de Andrade. Em frente ao número 1.938, duas pessoas em um Fiat vermelho dispararam diversos tiros contra o jornalista. O assassinato foi presenciado por uma funcionária do jornal que Edgar transportava. Ela disse que o carro se colocou do lado esquerdo da caminhonete e que o homem que ocupava o "banco do carona" começou a atirar repetidamente contra Edgar. Peritos recolheram 11 capsulas deflagradas no local, calibre 7.65. Acreditam que pelo menos oito tiros tenha acertado o jornalista. O jornal Boca do Povo é semanário, em formato tablóide. Publica matérias com fortes acusações, principalmente contra políticos e empresários. Policiais que atenderam a ocorrência acreditam que o assassinato seja obra de pistoleiros e garantiram não existir qualquer queixa da vítima sobre ameaças de morte que poderia estar sofrendo. A Diretoria-Geral de Polícia Civil, confirmou a não-existência de queixa do gênero feita pela vítima, amigos ou parentes. Esse é o segundo assassinato de dono de jornal na região Centro-Oeste do País. Em setembro do ano passado, Sávio Brandão foi executado em frente ao seu jornal, em Cuiabá, no Mato Grosso. O crime é atribuído a João Arcanjo Ribeiro, conhecido como Comendador, acusado de chefiar o crime organizado naquele estado e que está preso no Uruguai desde abril.

Agencia Estado,

09 Junho 2003 | 22h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.