Protesto de taxistas causa tumulto em aeroporto de Brasília

No final da manhã de ontem, um protesto de motoristas de taxi causou tumulto no Aeroporto Internacional de Brasília e surpreendeu passageiros, que foram obrigados a caminhar cerca de 500 metros sob o sol carregando as malas até o terminal de embarque. Pneus e troncos de árvores foram queimados por cerca de duas dezenas de taxistas, que bloquearam a pista de acesso ao aeroporto. O objetivo do protesto era pressionar o governo do Distrito Federal por aumento das tarifas. ?Estamos pedindo a antecipação da bandeira dois, devido à defasagem de preços, até que haja reajuste do quilômetro rodado e da hora parada.?, explicou a presidente do Sindicato dos Taxistas, Maria Bonfim Pereira de Santana. ?A categoria está sofrendo sete anos sem reajuste da tarifa, e queremos um aumento de pelo menos 50%?, disse ela. Ele avisouque, se as reivindicações não forem atendidas, novos protestos como esse poderão se repetir. A manifestação, que durou cerca de uma hora, não chegou a atrasar os vôos, mas causou ansiedade e irritação nos passageiros. De acordo com uma funcionária do aeroporto, vários executivos chegaram suados e ansiosos, preocupados com o horário do vôo. Poucos passageiros não conseguiram chegar a tempo, mas foram depois acomodados em vôos de outras companhias. Um engarrafamento de mais um quilômetro foi causado pelo protesto. A polícia militar apenas acompanhou, de longe, o protesto dos taxistas. O Corpo de Bombeiros apagou o fogo ateado nos pneus e troncos e liberou a pista ao tráfego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.