Protesto deixa trânsito ruim na Marginal do Tietê em SP

Os moradores do conjunto habitacional Cingapura da Avenida Condessa Elizabeth de Robiano, zona norte de São Paulo, liberaram há pouco a faixa da direita da Marginal do Tietê, sentido Penha-Lapa na altura do Viaduto General Milton Tavares de Souza, no Parque Novo Mundo, onde realizam um protesto contra a morte de uma moradora ocorrida neste final de semana numa ocorrência policial. Por volta das 17 horas, eles atearam fogo em pneus e pedaços de madeira e bloquearam toda a pista, o que ca usou um grande congestionamento na Marginal do Tietê e também na chegada a São Paulo pela Rodovia Ayrton Senna. Apesar da liberação da faixa da direita da Marginal, o motorista ainda enfrenta lentidão nas proximidades. Já o motorista que segue para a capital paulista pela Rodovia Ayrton Senna enfrenta congestionamento entre os quilômetros 12 e 17, segundo informações da Dersa, que administra a rodovia. Quem quiser fugir do trânsito complicado na Ayrton Senna, deve acessar a saída para a Rodovia Presidente Dutra no km 22. Do outro lado da marginal, no sentido Lapa-Penha, o excesso de veículos deixa o trânsito ruim na pista local desde a Ponte Nova Fepasa até a Ponte Anhangüera e também entre as pontes Freguesia do Ó e do Limão. Pela expressa, o trânsito está lento na altura da Ponte Júlio Mesquita Neto. Pela Marginal do Pinheiro, há lentidão na pista local, sentido Rodovia Castelo Branco, entre as pontes Ary Torres e Eusébio Matoso. Uma perseguição policial terminou em acidente na Avenida Vila Ema, na altura da Rua Sebastião Mendes, na zonaleste, no final desta tarde. De acordo com informações iniciais da Guarda Civil Metropolitana (GCM) e da Companhia de Engenharia de Tr áfego (CET), um homem que havia roubado um carro estava fugindo da polícia quando bateu contra uma viatura da GCM. Ainda não há notícias de feridos. A ocorrência será registrada no 42º Distrito Policial. O motorista enfrenta lentidão nas proximidades já que a via está bloqueada próximo da Rua Sebastião Mendes. O desvio é feito pela Rua Camila Haddad e Avenida Luís Carlos de Inhania Mello.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.