PSDB é inquilino do DEM em SP

Sem pagamento de aluguel, comitês de campanha de Serra e Alckmin usam área do partido aliado

Julia Duailibi, Malu Delgado, O Estado de S.Paulo

14 de julho de 2010 | 00h00

PSDB e DEM resolveram firmar contrato de sublocação para uso de 4 andares, uma loja e um auditório do antigo edifício Joelma, no centro da capital, onde estão os comitês de José Serra e Geraldo Alckmin.

A ideia inicial era formalizar um contrato de comodato, mas os advogados dos partidos optaram pela sublocação entre o diretório do DEM e os comitês. Na prática, os tucanos não pagarão pelo uso do imóvel. A alegação é que, por estarem juntos na coligação, as despesas são compartilhadas. De acordo com a administradora do Joelma, o aluguel de um andar é de R$ 10 mil. O custo do condomínio por andar é R$ 3.776.

Ao todo, são 3.800 m² para a campanha de Serra, Alckmin e dos candidatos ao Senado Orestes Quércia (PMDB) e Aloysio Nunes Ferreira (PSDB). Entram no pacote parte do 19º, o 20º, o 21º e o 22º andares. Os escritórios pertenceram à família Cassab que, segundo o DEM, são parentes distantes do prefeito Gilberto Kassab.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.