PSDB procura ''''puxador de votos'''' para eleger vereadores

O PSDB, partido que elegeu o prefeito José Serra em 2004, sofre um dilema para compor sua chapa com os candidatos a vereador no próximo ano. O partido busca um "puxador de votos" capaz de recuperar os 500 mil votos de ex-vereadores que se elegeram deputados. Um pastor da Igreja Universal do Reino de Deus vai concorrer pelo partido. A escolha será entre Souza Santos e Milton Vieira. A bancada ainda vai estimular a candidatura de subprefeitos. O secretário de Assistência e Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, também deve disputar. Para completar, os tucanos querem convencer o secretário de Coordenadorias de Subprefeituras Andrea Matarazzo a disputar uma vaga na Câmara. O PCdoB não quer repetir a experiência da última eleição, quando o único eleito pelo partido deixou a sigla logo ao assumir o cargo. O partido apostava em manter historicamente as duas vagas, mas apenas o ex-jogador Ademir da Guia foi eleito. A ex-secretária municipal de Esportes Nádia Campeão era a aposta do partido para conseguir uma vaga "puro-sangue", mas ficou de fora com 2 mil votos atrás do ex-jogador. "Não temos problemas com novos nomes, mas agora vamos lançar a chapa completa com 80 candidatos e não mais com 30, como na última eleição. Também vamos buscar um puxador de votos", disse Nádia.

O Estadao de S.Paulo

03 Outubro 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.