PSDB quer duas mil pessoas na festa de anúncio da candidatura

Além de reunir lideranças do País, comando tucano vai mobilizar empresários e personalidades da área cultural no dia 10 de abril

Christiane Samarco, O Estadao de S.Paulo

23 de março de 2010 | 00h00

/ BRASÍLIA

O PSDB pretende fazer uma festa para duas mil pessoas no dia 10 de abril, em Brasília, para lançar a candidatura presidencial do governador José Serra. Além de reunir lideranças do País, incluindo candidatos a governador que darão palanque ao tucano nos Estados, a direção partidária quer mobilizar representantes da sociedade civil e personalidades das áreas empresarial e cultural. A solenidade será no Centro de Eventos Brasil XXI, que tem capacidade para 1.500 pessoas sentadas.

Após o lançamento, Serra dará início a uma agenda de viagens. "Nosso candidato vai andar o País inteiro", diz o presidente do PSDB, senador Sérgio Guerra (PE). O partido já articula contatos do presidenciável com "segmentos sociais e econômicos". A agenda não ficará restrita a eventos partidários. A prioridade serão os eventos com a população. "Reuniões fechadas com políticos não dão voto."

A cúpula do PSDB também homenageará Serra na próxima semana em São Paulo. "Vamos estar lá quando ele deixar o governo", afirma Guerra. A cerimônia da desincompatibilização será uma apresentação informal de sua candidatura ao Planalto.

Depois dessa solenidade, Serra vai participar de outro evento do tucanato paulista: o lançamento do ex-governador Geraldo Alckmin à sua sucessão. O presidenciável também estará presente na festa de aliados como o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB), que deve disputar o governo de Pernambuco, e da senadora Rosalba Ciarlini (DEM), pré-candidata que lidera as pesquisas no Rio Grande do Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.