Psicólogas dizem que garota de 9 anos matou

A menina de 9 anos, acusada de matar seu padrasto em Campo Grande (MS), foi ouvida ontem por duas psicólogas. As profissionais afirmaram que a menor realmente desferiu uma facada no padrasto. Até a manhã de ontem, a polícia trabalhava também com a hipótese de que a menina teria assumido a morte de Carlos Alberto Rodrigues, de 47 anos, para proteger sua mãe, Rosemeire, de 35 anos, que era espancada pelo marido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.