Psicólogo fica perdido na Mantiquera por 20 horas

O psicólogo Plínio José Garcia, de 46 anos, foi resgatado na tarde deste domingo na Serra da Mantiqueira depois passar 20 horas na mata. Ele se perdeu durante um vôo de paraglider. Era a primeira vez que Garcia voava, depois de meses de treinamento. O vôo foi realizado na tarde de sábado. O psicólogo saltou do Pico Agudo, em Santo Antonio do Pinhal, de uma altura de 1.700 metros. Durante o salto enfrentou grande neblina e perdeu o referencial. Sem ter como controlar o equipamento, acabou caindo no meio da mata fechada, onde, por sorte, conseguiu fazer uma ligação para o Corpo de Bombeiros do celular que ele levava na bagagem. As buscas começaram logo em seguida, por volta das 18 horas, mas depois de chegada à noite, a procura foi interrompida.O psicólogo passou a noite na mata. "Ele contou que se enrolou no próprio paraglaider e dormiu sentado", contou o tenente responsável pela operação, Lucélio Crosariol. A temperatura na Serra da Mantiqueira durante a madrugada não passou de 10 graus. As buscas foram retomadas às 7h30 do domingo e por volta das 13 horas ele foi localizado. "Ele colaborou muito, dando referências de onde estava". Seis policiais bombeiros e outros três militares participaram da operação, com a ajuda do helicóptero Águia. Guias turísticos que conhecem as trilhas da região de Santo Antonio do Pinhal também colaboraram. Depois de 20 horas, Garcia foi encontrado próximo à área do sítio "Coelho Verde", ainda em Santo Antonio do Pinhal. "Ele não sofreu nenhum ferimento grave e foi levado pra casa para descansar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.