PT afaga Marta em busca de evitar prévias paulistanas

Em meio ao esforço empreendido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para transformar o ministro Fernando Haddad (Educação) em candidato do PT a prefeito de São Paulo, o partido, em busca da unidade, decidiu afagar a senadora Marta Suplicy, outra postulante à vaga. A principal manifestação nesse sentido partiu do ex-ministro José Dirceu, um dos principais líderes do PT no País: "Não há vitória sem a Marta, disso temos de ter consciência. Qualquer solução passa por ela, o partido sabe disso. É só ir na periferia e ver a popularidade e a força dela." "A derrota da Marta é a derrota do PT", sintetizou o presidente estadual do partido, Edinho Silva, referindo-se à possibilidade de realização de prévias. / DAIENE CARDOSO

O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2011 | 03h04

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.