PT do Maranhão contraria Lula e não apoia Roseana

PT do Maranhão contraria Lula e não apoia Roseana

Por 2 votos de diferença, petistas decidem fazer aliança com o PC do B,[br]do deputado Flávio Dino, candidato ao governo

Denise Madueño / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

30 de março de 2010 | 00h00

O PT no Maranhão contrariou a orientação nacional e a do presidente Lula e não vai apoiar a governadora Roseana Sarney (PMDB) na disputa pela reeleição. Por apenas dois votos de diferença (87 a 85), os petistas decidiram apoiar o candidato do PC do B, deputado Flávio Dino, ao governo do Estado. Com isso, Roseana perderá o palanque exclusivo de Lula, considerado o principal puxador de votos no País, e deixará de ganhar cerca de 7 minutos de propaganda eleitoral na TV.

O presidente do PT, José Eduardo Dutra, esteve em São Luís para deixar claro a preferência da cúpula a favor de Roseana . O PT teria o cargo de vice na chapa. Com esse desfecho, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, terá dois palanques no Maranhão.

Dino e seus aliados consideraram o resultado como se fosse a vitória de um primeiro turno eleitoral. "Não há mais espaço para uma hegemonia absoluta do grupo Sarney", afirmou o deputado. Já o grupo da governadora avaliou que terá metade do PT em sua campanha.

Roseana divulgou uma nota na qual ressaltou a aliança com Lula. "Gostaria de ter a participação do PT em coligação conosco e com os demais partidos da base aliada. Essa aliança traria benefícios para a candidatura Dilma", diz a nota.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.