PT entra com notícia-crime contra Bornhausen e José Jorge

O PT apresentou hoje ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) uma notícia-crime (pedido de investigação) contra o presidente do PFL, Jorge Bornhausen, e o candidato a vice-presidente na chapa do tucano Geraldo Alckmin, senador José Jorge, em mais uma reação às acusações de que a legenda estaria ligada à facção criminosa PCC. A petição, assinada pelo presidente nacional do PT, Ricardo Berzoini, pede que a proposta seja encaminhada ao Ministério Público e solicita a instauração de uma ação penal contra os dois oposicionistas por crime contra a honra.No documento, Berzoini afirma que as declarações de Bornhausen e Jorge atentam contra "a honra e a moral do Partido dos Trabalhadores e de todos os seus filiados". Além disso, o presidente do PT classifica as acusações como um "ato de nítida conotação eleitoral". Na petição, o PT apresentou cópias de reportagens publicadas por jornais de grande circulação e agências de notícia sobre o assunto.A notícia-crime apresentada hoje se soma a uma petição semelhante apresentada pelo PT paulista contra o ex-prefeito de São Paulo, José Serra. Também nesse caso, o partido respondia à afirmações de que estaria envolvido com a facção criminosa responsável pela onda de violência que atinge Estado de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.