Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

PT recolhe assinaturas para CPI do Rodoanel

O aditamento nas obras do trecho oeste do Rodoanel, no valor de R$ 236,9 milhões anunciado na semana passada pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), servirá para esquentar o clima político pré-eleitoral entre tucanos e petistas na Assembléia Legislativa. Os petistas iniciaram o recolhimento de assinaturas para a instauração de uma CPI para investigar as obras do Rodoanel e entraram com uma representação ao Tribunal de Contas do Estado (TCE) pedindo a apuração de irregularidades no aditamento e nas desapropriações para a obra rodoviária.O líder do governo na Assembléia, Duarte Nogueira (PSDB) contra-atacou, com um discurso na tribuna, justificando a legalidade do aditamento, respaldado por um parecer do Tribunal de Contas da União (TCU), e acusando a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy (PT), de não colaborar com recursos para andamento das obras.A nova polêmica deve repetir uma das principais disputas políticas entre petistas e tucanos para a instalação da CPI da Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU) com o objetivo de apurar possíveis irregularidades no programa habitacional popular do governo estadual, mas cujo pedido dos petistas aguarda a ordem cronológica de protocolo na Casa, com mais de 25 pedidos de comissões na fila de espera. "É uma denúncia muito grave, que envolve muito dinheiro público. Vamos cobrar da Assembléia seu papel de fiscalizador do Executivo", disse o líder da bancada do PT, Carlinhos Almeida. Os petistas precisam de 33 assinaturas para protocolar o pedido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.