PT usa estratégia nazista, ataca FHC

O ex-presidente da República Fernando Henrique Cardoso (PSDB) acusou nesta segunda-feira o PT e o presidente e candidato à reeleição pelo partido, Luiz Inácio Lula da Silva, de utilizarem estratégia nazista nesta campanha eleitoral. "Eles não se cansam de dizer mentiras. É a velha técnica nazista, de dizer uma mentira repetida até ela se transformar em verdade. Eles fazem o mesmo estilo de Goebbels (Joseph Goebbels, ministro da Propaganda nazista), que elegeu (Adolf) Hitler", destacou ele, em inflamado discurso realizado nesta segunda no ato em prol da campanha de Geraldo Alckmin (PSDB).Além de comparar a propaganda de Lula ao nazismo, FHC chamou o presidente da República de "Fanfarrão Minésio", apelido literário dado ao criticado governador mineiro Luís da Cunha e Menezes no poema satírico Cartas Chilenas, de autoria atribuída a Tomas Antônio Gonzaga. O mau governo de Menezes é apontado como um dos fatores que levaram ao surgimento da Inconfidência Mineira. "Em 1994, eu saí (para o pleito) com 8% das intenções (de voto) e o fanfarrão tinha 40% (dessas intenções) e eu ganhei as eleições com votos dos ricos e dos pobres", ironizou FHC.Ele lembrou que também já perdeu uma eleição, mesmo com projeções favoráveis dos institutos, que foi a disputa para a Prefeitura de São Paulo na década de 80. "A opinião pública é volátil e é fácil ganhar antes da hora", emendou.No discurso, FHC conclamou os presentes, mais de mil pessoas, a trabalharem nesta reta final para que Alckmin possa chegar ao Palácio do Planalto. "Temos de continuar lutando até o fim, pois queremos um Brasil decente. Ainda temos tempo para virar as eleições, pois há um sentimento no País de que, do jeito que está, não dá mais para continuar. O Brasil cansou", finalizou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.