PT vai buscar votos para Lula na internet

O PT pretende aproveitar o potencial de comunicação da internet como mais uma ferramenta para a campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva à reeleição. Inspirado no fato de 36 milhões de pessoas terem acesso à rede no Brasil, o partido espera ganhar parte do eleitorado e rebater eventuais ataques da oposição por meio de uma estratégia online. Em um texto divulgado no site do PT, o secretário de Relações Internacionais, Valter Pomar, chama atenção para os efeitos que podem ter na campanha de ferramentas como e-mail, sistemas de conversa instantânea, comunidades de relacionamento, sites pessoais, blogs, entre outros."A utilização destas ferramentas pode fazer a diferença, junto a alguns setores sociais", afirma Pomar, no texto. De acordo com ele, a participação ativa dos militantes em salas de discussão, a defesa da candidatura de Lula e apresentação de seu programa de governo, a divulgação do site do PT, a veiculação de material de campanha e o fomento ao debate político representam apenas algumas das possibilidades que a Internet oferece à campanha presidencial. Pomar afirma que a Internet já ocupou um espaço importante nas eleições passadas e se mostrou um meio eficaz, por exemplo, na organização de manifestações.No texto, o secretário aponta ainda a necessidade de responder a ataques da oposição que venham a ser feitos por meio da própria Internet. "A participação de todos os apoiadores da candidatura Lula é fundamental, para que seja possível um contra-ataque imediato e eficiente, não deixando nenhuma acusação sem resposta", afirma. Nesse caso, Pomar pede aos militantes que redirecionem ao PT todas as mensagens de teor ofensivo à candidatura de Lula com as quais venham a se deparar na rede.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.