Publicação de relatório sobre morte de Jean Charles é adiado

A publicação de um relatório da Comissão de Queixas da Polícia sobre a morte do eletricista brasileiro JeanCharles de Menezes foi adiada em razão de divergências de alguns comandantes da Scotland Yard às suas conclusões.Os funcionários da Polícia Metropolitana não concordam com aforma como foram contados os fatos que levaram à morte dobrasileiro, assassinado a tiros numa estação de metrô de Londres por agentes da Scotland Yard que confundiram-no com um terrorista suicida.Segundo informações do jornal The Times, alguns membros da Scotland Yard querem levar o assunto aos tribunais.Os funcionários que não estão de acordo com o relatório sequeixam das críticas feitas pela falta de preocupação prévia pela morte de um inocente.Jean Charles, de 27 anos e que trabalhava como eletricista, foi morto por dois policiais num vagão de metrô em 22 de julho de 2005.Os responsáveis não foram acusados, mas a Scotland Yard estásendo processada, de acordo com a legislação britânica sobre saúde e segurança.

Agencia Estado,

05 de março de 2007 | 06h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.