Publicitário é acusado de matar o próprio irmão

A polícia de Ribeirão Preto prendeu, em Cornélio Procópio (PR), o publicitário Renato Carvalho Diniz, suspeito de ter assassinato o próprio irmão, o agente fiscal da Receita Federal Roberto Carvalho Diniz, que tinha 37 anos. O corpo de Roberto, morto em 7 de fevereiro, foi encontrado no mesmo dia num canavial de Cruz das Posses, distrito de Sertãozinho. Segundo a polícia, Renato teria confessado o crime, mas após orientação do advogado, negou e disse que só responderá em juízo. Renato teria dito ainda que tem dossiê que comprova irregularidades no trabalho do irmão com empresas e pessoas físicas. A polícia acredita que a informação seria uma tentativa de álibi, já que suspeita que o próprio Renato teria simulado tiros em seu veículo. A Receita Federal e a Polícia Federal também devem investigar a denúncia. No dia do crime, Renato buscou Roberto no trabalho uma hora antes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.