Publicitário é assassinado em Porto Alegre depois de deixar agência bancária

Suspeitos que estavam em uma moto atiraram e levaram um malote com dinheiro

Lucas Azevedo, Especial para O Estado

24 Fevereiro 2014 | 19h04

PORTO ALEGRE - Um publicitário morreu com um tiro na cabeça, no início da tarde desta segunda-feira, 24, em Porto Alegre, vítima de uma "saidinha de banco". Lairson José Kunzler, 68 anos, era diretor de relações com o mercado da agência Paim Comunicação, uma das mais importantes do sul do País.

De acordo com a polícia, Kunzler chegava em casa na Avenida Cavalhada, na zona sul da capital, em seu Honda Civic, quando foi abordado por dois homens em uma moto. O publicitário tentou acelerar o veículo, mas foi atingido por ao menos um disparo.

O caroneiro da motocicleta abriu a porta do automóvel e levou um malote que Kunzler carregava. Ele havia saído de um banco momentos antes. Socorrido, a vítima foi levada ao Hospital de Pronto-Socorro, mas morreu não resistiu.

Kunzler, que deixa esposa e três filhos, também era diretor da Associação Riograndense de Imprensa (ARP) e do Sindicato das Agências de Publicidade do Rio Grande do Sul.

Mais conteúdo sobre:
publicitárioPorto Alegre

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.