Quadrilha acusada de tráfico de crianças é presa em TO

Três pessoas foram presas em flagrante, acusadas de envolvimento com o tráfico internacional de crianças no município de Taguatinga de Tocantins, no sudeste do Estado. A quadrilha foi descoberta quando tentava retirar da maternidade um bebê nascido na última terça-feira. Os médicos desconfiaram de um menor de 16 anos que acompanhou o trabalho de parto e se identificando como irmão da mãe, Meiriane, de 21 anos. Depois ele se passou por marido da paciente para tentar levar o bebê. A polícia foi chamada e o esquema descoberto. A empregada doméstica Meiriane havia sido internada no hospital com identidade falsa. Ela contou à polícia que foi convencida por um homem e pelo adolescente a alugar a barriga por R$ 3 mil e que o bebê foi gerado através de inseminação artificial caseira. A criança seria adotada por um casal de Goiânia. O menor confessou ainda que a quadrilha tem contatos em Milão, na Itália, o que levou a polícia a suspeitar de tráfico internacional de crianças. A Polícia Federal também passou a investigar o caso. O bebê que ainda não tem nome permanece no hospital perto da mãe sob a proteção da polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.