Quadrilha ameaçava jogar turistas no Rio Negro

Uma quadrilha formada pelos assaltantes Carlos Souza de Almeida, 43 anos; Raimundo Viana Guedes, 33, e Ivonildo Lima Trindade, 45, vinha aplicando um golpe contra turistas em Manaus. Alegando que conheciam um lugar "do outro lado do rio", onde eram vendidas mercadorias da Zona Franca de Manaus muito mais baratas, os três levavam os turistas de barco até o meio do Rio Negro e ameaçavam atirá-los na água se não entregassem todo o dinheiro que tinham.O paranaense Djair Guabarelli Fereira, seu sobrinho Jair Alves Ferreira e sua mulher Ivete Martins Ferreira foram vítimas da quadrilha. Os bandidos, no entanto, não sabiam que policias militares, disfarçados de carregadores de mercadorias no Porto de Manaus, já tinham conhecimento do golpe e estavam apenas esperando eles voltarem com as vítimas do meio do rio para efetuar o flagrante. A PM já sabia, inclusive, que há pouco mais de um mês os bandidos haviam jogado um major do exército no rio, com o mesmo golpe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.