Quadrilha de assaltantes de ônibus é presa em SP

No final da noite de ontem, a polícia prendeu no Jardim Ângela, zona leste de São Paulo, uma quadrilha de assaltantes de ônibus, que realizava em média quatro assaltos por dia. Os bandidos, que atuavam basicamente na zona leste, sempre utilizavam uma arma de fogo e um pé-de-cabra para arrombar os cofres localizados sob o assento do cobrador, junto ao assoalho do ônibus.Iracildo Góes Melgaço, 36, o "Nescau", Fernando Mendes da Silva, 21, conhecido como "Chupa-cabra", Agnaldo Silva da Costa, 18, armado com um revólver calibre 32, e Sérgio de Oliveira Moraes, 21, armado com o pé-de-cabra, foram detidos por policiais militares da 5ª Companhia do 19º Batalhão após descerem de um ônibus da Viação Ibirapuera, que fazia a linha Ibirapuera - Jardim Elba.Um passageiro, que presenciou o assalto, desceu do coletivo um ponto antes do término da linha, na Rua Engenheiro Helker, e alertou os policiais militares que patrulhavam o local. Em posse de R$ 75,00 e 38 vales-transportes, a quadrilha acabou detida no ponto final da linha e foi levada ao 70.º Distrito Policial, do Sapopemba.Após a chegada dos bandidos na delegacia, foi verificado que, na maioria dos boletins de ocorrências sobre assaltos a ônibus lá registrados, as testemunhas relatavam que um dos assaltantes possuía uma teia de aranha tatuada na mão direita, a mesma tatuagem localizada na mão direita de Agnaldo. Os bandidos confessaram ao delegado Pedro Luiz Matias que em média assaltavam até quatro ônibus por dia. Todos os detidos foram indiciados por roubo e formação de quadrilha.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.