Quadrilha de pistoleiros é presa no Pará

Polícia apreendeu mais de 200 munições, armas e drogas com o grupo

Priscila Trindade, estadão.com.br

26 Julho 2011 | 09h13

SÃO PAULO - Cinco homens foram presos no domingo na zona rural do município de São Félix do Xingu, no Pará, sob suspeita de integrar uma quadrilha de pistoleiros que agia no sul do Estado.

 

Com eles foram apreendidos mais de 200 munições para armas de diversos calibres, além de quatro espingardas calibre 12, uma carabina calibre 44, uma arma de fabricação caseira, e 90 gramas de entorpecentes.

 

O grupo foi preso em flagrante delito durante diligência realizada na sede da fazenda Divino Pai Eterno, durante uma operação policial que durou três dias e mobilizou dez agentes.

 

A operação foi deflagrada após denúncias feitas por trabalhadores rurais acampados na área da fazenda. Segundo elas, na sede da fazenda acima havia pistoleiros fortemente armados ameaçando acampados, destruindo e colocando fogo em barracos e praticando outros crimes.

 

Ao tentar abordar o grupo, os policiais foram recebidos por disparos de arma de fogo. Houve troca de tiros, mas ninguém ficou ferido. Os suspeitos foram presos e autuados por formação de quadrilha, tentativa de homicídio qualificado, posse e porte de arma de fogo e munições de uso permitido, posse de arma de fogo de uso restrito, tráfico de entorpecente, constrangimento ilegal, ameaça e dano qualificado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.