Quadrilha de seqüestradores desbaratada em SP

Usar carros de luxo e cativeiros em casas de alto padrão era a principal marca registrada de uma quadrilha de seqüestradores que foi desmantelada, no início da noite desta sexta-feira, na capital paulista. Com a prisão dos criminosos, a polícia acabou estourando um cativeiro e libertando o adolescente Rodrigo Amaral, de 15 anos, filho de um empresário, que estava em poder dos seqüestradores há pouco mais de um mês.Patrulheiros da Rota receberam uma denúncia anônima e realizaram uma operação, cercando a residência da Rua Dr. Valdir Dias de Carvalho, 27, no Jardim França, região da Água Fria, bairro de classe média da capital. Rodrigo estava nessa residência, onde foram presos dois casais: Paulo Sérgio di Alfonso, de 32 anos, Josefa Nadir de Araújo, de 24, Ronaldo Antônio Santos Oliveira e Josenice Moreira dos Santos, ambos de 23 anos.Segundo a polícia, os criminosos mantinham o garoto sob o efeito de sedativos. Com eles foi encontrada uma única arma, um pistola de calibre 380. Admitiram fazer parte de uma quadrilha de seqüestradores em que cada integrante tinha uma função específica.Para os vizinhos, foi uma surpresa a prisão dos dois casais, pois eles era vistos constantemente agindo com aparente naturalidade. Usavam um Honda Civic, um Audi e uma BMW e todos acreditavam que fossem empresários bem sucedidos. Foram encontrados também um Tempra e um Palio Weekend.O restante da quadrilha, cinco outros seqüestradores, foi localizado na região da Av. Cupecê, em Cidade Ademar, na Zona Sul. Uma casa da Rua João Luiz de Campos também estava sendo utilizada como cativeiro e, segundo a PM, também lá havia uma vítima de seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.