Quadrilha de seqüestradores é presa na Bahia

A Polícia baiana prendeu, neste domingo, 30, uma quadrilha de seqüestradores que agia no oeste baiano, uma das regiões mais prósperas do Estado, em razão da expansão da fronteira agrícola, com base na cultura da soja. Gilson Santos, 24 anos, e os irmãos Noilton, 18, e Jailton Silva, 19, foram capturados sob acusação de terem seqüestrado e matado Adail de Souza, 49 anos, que tinha uma fazenda próxima ao município de Wanderley.Segundo o delegado de polícia Francisco de Sá, responsável pelas investigações, Adail chegou a sua propriedade, segunda-feira passada, acompanhado do filho de 12 anos, quando ambos foram abordados, pelos bandidos."Os bandidos obrigaram o menino a correr, enquanto o pai foi levado para um matagal próximo e ali permaneceu amarrado", disse o delegado. Um dos seqüestradores iniciou o contato com a família. A mulher de Adail só conseguiu R$ 2 mil dos R$ 40 mil que eles exigiam.Os seqüestradores já confessaram o crime e disseram que mataram a vítima por medo de que fazendeiro os reconhecesse, pois já haviam circulado pela região em busca de trabalho, sem conseguir êxito. O corpo foi encontrado em uma cova rasa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.