Quadrilha é presa por adulteração de veículos

Dez pessoas foram presas no Mato Grosso do Sul, durante a operação Medéia, organizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), Ministério Público Estadual (MPE) e Polícia Civil, na manhã desta quarta-feira, 6. A ação pretende desarticular uma quadrilha acusada de receptar veículos roubados para revendê-los em desmanches. Foram expedidos 10 mandados de prisão no Mato Grosso do Sul, São Paulo e Goiás, além de 35 mandados de busca e apreensão, sendo oito deles em estabelecimentos comerciais e residências e 27 em veículos utilizados pela quadrilha. No esquema, empresários compravam veículos batidos e encomendavam o roubo de um semelhante para remontá-los. Somente o documento e o motor dos carros batidos eram aproveitados. As demais peças eram comercializadas em desmanches. Para realizar a adulteração, a quadrilha adquiria carros provenientes de roubos em diversos estados, principalmente de Minas Gerais, Goiás, São Paulo, Mato Grosso e Paraná. Segundo a PRF, uma mulher era usada como isca para atrair os motoristas das carretas nas rodovias. As investigações começaram há oito meses.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.