Quadrilha especializada em seqüestros é presa

Uma quadrilha especializada em roubos e seqüestros foi presa na tarde de ontem na zona oeste da cidade de São Paulo. O grupo, formado por seis homens, abordava as vítimas simulando blitze da Polícia Militar. Os ladrões utilizavam fardas da polícia e sempre agiam fortemete armados. O serviço reservado da Polícia Militar suspeitou da intensa movimentação de pessoas numa casa na Rua Irmão Joaquim do Livramento, no Jardim João XXIII, na zona Oeste de São Paulo. Havia um mês, os policiais realizaram investigações no local. Os policiais desconfiaram da existência de uma quadrilha. Ontem,a polícia invadiu a residência e foi recebida pelo grupo fortemente armado.Houve perseguição e a quadrilha foi presa. Os bandidos confessaram que usavam as fardas da Polícia para facilitar as ações. São eles: Elias Machado Lopes, Evaldo dos Santos da Visitação, João Ricardo dos Santos, Marcelo Kleber Silveira, Aldo Afonso de Lima e Fábio Santos da Silva. O que surpreendeu o delagado plantonista do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Antônio Álvaro Sá de Toledo, é audácia do grupo. Foi encontrada uma foto de um dos rapazes com a farda e uma arma na mão, fazendo pose entre amigos.Na casa foram apreendidos um fuzil AR-15, três metralhadoras, uma pistola 9 mm, de uso das forças armadas, e uma espingarda 12 milímetros, além de dois carros roubados. Uma vítima de seqüestro-relâmpago foi até o Deic e reconheceu três dos seis suspeitos. O grupo foi indiciado por formação de quadrilha, roubo e porte ilegal de armas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.