Quadrilha invade cidade no Maranhão e causa pânico

Uma quadrilha composta por doze homens encapuzados armados de pistolas e metralhadoras invadiu, na manhã desta quarta-feira (5), a cidade de Colinas, localizada a 476 km de São Luís, capital do Maranhão. Os assaltantes chegaram na cidade atirando para todos os lados e invadiram uma agência do Banco do Brasil, roubaram R$ 700 mil e fizeram quatro reféns. Cerca de cem pessoas se encontravam no banco no momento do assalto. Enquanto uma parte da quadrilha ficava dentro da agência, um outro grupo promovia pânico na população, atirando para o alto. As pessoas corriram em busca de abrigo, o que tumultuou ainda mais o centro de Colinas. Para provocar mais medo, um dos bandidos tocou fogo em um veículo Fiesta que estava estacionado em frente ao BB. Quando a polícia chegou ao local, alguns integrantes do bando ainda fugiam. Eles teriam sido encurralados em uma das ruas, onde aconteceu um grande tiroteio. Pelo menos quatro pessoas foram atingidas por balas perdidas - uma mulher foi ferida de raspão no ombro e um homem atingido também de raspão na cabeça. Ambos passam bem. Durante a madrugada desta quinta-feira (6), a polícia prendeu um dos assaltantes a menos de 10 km de Colinas. Ele foi baleado durante um confronto com policias de Presidente Dutra e Grupo Tático Aéreo (GTA).O assaltante foi identificado como Rivadávia Junior, que já teria cometido outros crimes em Imperatriz (MA) e seria irmão de outros dois criminosos que cumprem penas. Com ele a polícia encontrou uma metralhadora "Madson 762" e um revólver. De acordo com a polícia, as buscas continuam na região. Os quatros reféns levados pela quadrilha foram liberados na tarde desta quarta-feira (5) em um vilarejo de nome Laranjal. Todos estão bem e não sofreram qualquer tipo de violência.

Agencia Estado,

07 de maio de 2004 | 05h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.