Quadrilha invade galpão dos Correios na Lapa e faz 37 reféns

Grupo pretendia roubar objetos de valor enviados por Sedex; 5 foram presos e 2 conseguiram fugir

Bruno Lupion, da Central de Notícias,

23 de dezembro de 2010 | 23h50

SÃO PAULO- Sete ladrões invadiram um galpão dos Correios e fizeram 36 funcionários e um vigia reféns por volta das 21h15 desta quinta-feira, 23, na Lapa, região oeste da capital. A quadrilha pretendia roubar aparelhos eletrônicos e objetos de valor enviados por Sedex, mas um vizinho percebeu a ação e chamou a polícia. Cinco assaltantes foram presos e dois conseguiram fugir.

 

Os criminosos renderam o vigia, pegaram sua arma e o colete à prova de balas e invadiram o galpão na esquina das Ruas Guaicurus e Tibério, usado para armazenagem e distribuição dos pacotes de encomenda, segundo informações da Polícia Militar (PM). Os 36 funcionários que trabalhavam no local foram obrigados a entregar seus celulares e mantidos reféns, enquanto parte da quadrilha vasculhava os pacotes. Os objetos de valor seriam colocados em uma caminhonete Kia usada pelos ladrões e num caminhão dos próprios Correios, segundo a PM.

 

Quinze minutos depois, policiais da Força Tática e da 1ª Companhia do 4º Batalhão Metropolitano cercaram o galpão e entraram no local. Cinco bandidos não reagiram e se entregaram, e outros dois fugiram pelos fundos. O helicóptero Águia foi chamado para auxiliar nas buscas, mas até o final da noite desta quinta-feira os fugitivos não haviam sido localizados.

 

Os policiais encontraram um colete à prova de balas jogado em um ponto de ônibus da Rua Guaicurus e trabalham com a hipótese de que um dos criminosos tenha fugido de ônibus. Segundo a PM, os cinco assaltantes detidos têm passagem por roubo e furto e foram encaminhados ao 7º Distrito Policial, na Lapa. Com eles, foram apreendidos dois revólveres calibre 38 e uma pistola calibre 380.

Tudo o que sabemos sobre:
Lapaquadrilhacorreiosrefém

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.