Quadrilha refinava droga no interior paulista

Uma chácara em Boituva, no interior de São Paulo, usada para refinar cocaína, foi descoberta pela polícia na madrugada desta sexta-feira. A cocaína era vendida para traficantes da zona leste da capital, principalmente de São Miguel Paulista.Os policiais apreenderam 7,5 quilos de cocaína, 11,5 quilos de crack, além de produtos para o preparo das drogas. O comerciante Eduardo Martins de Sá, acusado de ser o dono da chácara, foi preso em Mauá, na Grande São Paulo. Outros dois acusados de participação na quadrilha também foram detidos.A polícia descobriu o "laboratório de refino" após a prisão do auxiliar de estúdio de música Keller Fuke, na madrugada de hoje, com cinco pacotes de crack que seriam entregues na zona leste. Após prendê-lo, os policiais foram para Boituva e detiveram na chácara Paulo Rogério Teles. Sá, que foi o último a ser preso, já passou 3 anos na cadeia por tráfico e saiu em liberdade condicional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.