Quadrilha tenta roubar avião e mata policial

Crime ocorreu durante trocas de tiros, quando o grupo tentava roubar uma aeronave de pequeno porte no aeródromo do município de Sinop, a 500 quilômetros de Cuiabá

Fátima Lessa, Especial para o Estado

16 Maio 2015 | 15h47

Cuiabá - Uma quadrilha especializada em roubos de aviões no interior de Mato Grosso matou no início da madrugada deste sábado, 16, o policial federal Mário de Almeida Mattos, 33 anos. O crime ocorreu durante trocas de tiros, quando o grupo tentava roubar uma aeronave  de pequeno porte no aeródromo do município de Sinop, a 500 quilômetros de Cuiabá, norte do estado. O policial, baleado no tórax, foi levado para o hospital regional daquele município, mas não resistiu.

Segundo a Polícia Federal, o grupo chegou ao local por volta da meia-noite em um VW Saveiro preto e rendeu seis pessoas que ficaram amarradas por mais de uma hora. A PF já estava monitorando o local.  Quando o grupo percebeu a presença dos policiais, houve troca de tiros.

Na fuga, os criminosos abandonaram o veículo que foi encontrado danificado na parte da frente após se chocar com uma madeira da cerca de arame do local.

Neste sábado pela manhã, uma equipe de policiais federais chegou ao município participar das buscas aos criminosos. A PF acredita que um deles foi baleado, já que foi identificado sangue em direção a mata para onde os criminosos fugiram e onde estão concentradas as buscas.  Além dos federais, policiais militares locais e da Força Tática e o Batalhão de Operações Especiais (Bope) saíram de Cuiabá para reforçar os trabalhos.

O corpo do policial Mário será levado num avião da PF para Brasília na tarde deste sábado após ser liberado pelo IML. A vítima trabalha há cerca de dois anos na delegacia de Sinop. Era casado e não tinha filhos.

Jato roubado. Há um mês foi roubado um Cesna 206, avaliado em R$ 900 mil. Ele foi levado para a Bolívia em uma rota que passa por Rondônia e que é usada para o tráfico de drogas. A PF suspeita que a tentativa desta madrugada tenha sido dos mesmos criminosos. 

Neste ano já foram registrados quatro roubos de aeronaves de pequeno porte, além desta tentativa.Algumas delas foram localizadas na Bolívia. Proprietários têm reclamado da burocracia para recambiá-las para o Brasil.

Mais conteúdo sobre:
roubo avião mato grosso

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.