Quadrilha transfere R$ 89 milhões em assalto a banco no PA

Uma quadrilha com ramificações em vários Estados seqüestrou nesta quarta-feira um gerente do Banco do Brasil no município de Augusto Corrêa, na região nordeste do Pará, obrigando-o sob a mira de armas a transferir R$ 89 milhões para a conta de um dos bandidos e para outras seis contas. Ninguém foi preso até agora.O delegado Evandro Martins investiga a possibilidade de o gerente Francisco Flávio estar envolvido com a quadrilha, pois ele deixou a agência em pleno horário de expediente em companhia de quatro assaltantes.Nesta quinta-feira, em Belém, o superintendente do BB, Antonio Hélio Gozzi, informou que a operação de transferência do dinheiro para as contas dos bandidos não chegou a ser totalmente concluída."O comando para a transferência foi acionado em Augusto Corrêa, mas os mecanismos de segurança do banco detectaram a tentativa de fraude, impedindo que, de fato, o dinheiro saísse da agência", explicou Gozzi. Auditores do banco estão naquele município fazendo um levantamento do caso.Os assaltantes chegaram à agência e foram atendidos como clientes comuns. Após quatro horas de "negociações" saíram com o gerente, que disse aos demais funcionários que ia almoçar. A direção do banco só tomou conhecimento do roubo porque os possíveis destinatários das contas teriam tentado sacar o dinheiro, um deles no Recife.A polícia não divulgou se os saques foram bem-sucedidos e se alguém foi preso quando tentava sacar da conta. As transferências foram feitas por meio eletrônico. Todos os funcionários da agência estão sendo interrogados por policiais da Delegacia de Combate ao Crime Organizado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.