Quadro de saúde de bebê com anencefalia é estável

Marcela de Jesus Ferreira, o bebê que nasceu com anencefalia, em Patrocínio Paulista, na região de Ribeirão Preto, teve um dia mais tranqüilo nesta quinta-feira,30, quando completou dez dias de vida. A criança, que tem apenas parte do encéfalo (cérebro), voltou a passar o maior período do dia respirando normalmente, sem o auxílio do aparelho de oxigênio, e voltou a mamar. "Ela só teve um pouco de febre, mas está estável", disse o provedor da Santa Casa, Emílio Bertoni. Na madrugada de quarta-feira, Marcela teve algumas convulsões e, devido a isso, passou a respirar com ajuda de aparelhos e não estava mais mamando.Segundo Bertoni, a mãe da criança, Cacilda Galante Ferreira, de 36 anos, continua irredutível. Desde o nascimento da menina, em 20 de novembro, Cacilda não desgruda da filha. Ela dedica-se totalmente a Marcela e várias vezes repete uma frase: "Agora é com Deus!" A mãe é católica e diz que o bebê é uma "jóia de Deus". Marcela raramente chora e só ficou mais agitada nesta quinta durante o banho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.