'Qual é a chance do Meirelles na periferia?', desafia petista

A possibilidade de o ex-presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disputar a sucessão municipal em São Paulo por seu novo partido, o PSD, do prefeito Gilberto Kassab, foi recebida com desdém por dirigentes do PT. "Eu pergunto: qual é a chance do Meirelles na periferia de São Paulo?", desafia Elói Pietá, secretário-geral do PT. "Na periferia tem de ter enraizamento para ter confiança. E o Meirelles não conhece muito esse mundo, ele conhece muito o mundo da administração financeira."

O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2011 | 03h03

Meirelles como provável rival nas urnas em 2012 repercutiu em ato da Mensagem ao Partido, corrente do PT que ontem declarou apoio à candidatura do ministro Fernando Haddad, da Educação, na corrida para a Prefeitura. Mas o próprio Haddad foi cauteloso ao comentar o deslocamento do ex-presidente do BC do PMDB para a nova agremiação. "Ele (Meirelles) é qualificado, participou do governo Lula. É do jogo democrático."

O ministro reconheceu que o PT "se deixou fragmentar muito na cidade de São Paulo nos últimos anos". Ele defendeu "processo de sintonia fina por mudança responsável". Para o deputado Adriano Diogo (PT), o ministro tem como principal característica "a capacidade de agregar apoios e não nega a tradição da esquerda, da luta popular".

O ministro José Eduardo Cardozo (Justiça) desconversou. "Não sei nem se é intenção, se é vontade dele (Meirelles sair candidato). Tenho que me preocupar é com a escolha do candidato do meu partido e buscar alianças."

Kassab, por seu lado, disse que Meirelles "está gabaritado para ser candidato à Prefeitura e agora também habilitado" após a filiação. "Caso o partido entenda que deva se apresentar como candidato, ele seria excelente prefeito", afirmou. Ele ponderou que a candidatura "não é o objetivo de Meirelles". De acordo com Kassab, o ex-presidente do BC "estará à disposição para qualquer missão". / FAUSTO MACEDO e TOMAS OKUDA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.