Quantia é só para custear atividade parlamentar

A verba indenizatória é um montante ao qual os deputados têm direito, "destinada a custear gastos exclusivamente vinculados ao exercício da atividade parlamentar", segundo normas da Câmara. Varia de R$ 15 mil a R$ 32 mil por mês e pode pagar desde aluguel do escritório na base eleitoral até despesas de hospedagem, combustível e alimentação.

, O Estado de S.Paulo

22 de dezembro de 2010 | 00h00

A verba foi criada em 2001, quando Aécio Neves (PSDB-MG) presidia a Casa. À época, os deputados pleiteavam reajuste salarial, o que foi considerado politicamente inviável. Os parlamentares instituíram então a verba indenizatória - inicialmente de R$ 7 mil, sem cobrir gastos com passagens aéreas e telefonia. Só em 2007 foram obrigados a informar, na internet, o uso do dinheiro.

Dois anos depois, a Câmara foi envolvida pelo escândalo da "farra das passagens": deputados teriam financiado viagens de amigos e parentes com a cota mensal à qual tinham direito. Para responder à opinião pública, a Mesa Diretora unificou as despesas.

Desde sua criação, a verba tem sido alvo de denúncias de mau uso e corrupção. Deputados foram acusados de usá-la para pagar despesas pessoais, destinar recursos a empresas fantasmas e cobrir despesas de campanha eleitoral.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.