Quarteto invade Sesi, espanca vigia e acaba preso pela PM

Com a ajuda de três comparsas armados com uma pistola calibre 380 e uma calibre 7.65, o desempregado Marcelo Sapuppo, de 31 anos, ex-vigia da unidade do SESI (Serviço Social da Indústria) localizada na Avenda José Odorizziesquina com a Avenida Robert Kennedy, em Vila Assunção, São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, voltou, por volta das 23h30 desta quarta-feira, para o antigo local de trabalho com a intenção de assaltar o cofre, mas acabou preso juntamente com os colegas.Os criminosos pularam o muro de trás do SESI e renderam o vigia Carlos Alberto da Silva, de 45 anos. Marcelo ordenou ao ex-colega de trabalho que os levasse até os outros dois vigias queestavam em serviço naquele instante, pois temiam ser vistos por um dos vigias que, conseqüentemente, acionaria a polícia.Antes mesmo da quadrilha conseguir se aproximar do cofre, na sala da gerência, policiais militares da viatura 06706 passaram emfrente ao prédio e foram vistos pelos bandidos. O vigia não tinha as chaves da sala - muito menos saberia abrir o cofre - e os bandidos, já irritados, resolveram dar coronhadas em Carlos Alberto, pois pensaram que os colegas delehaviam acionado a PM.Como não teve êxito, o quarteto resolveu fugir, mas acabou detido pelos policiais militares que,sem saber o que havia ocorrido no interior do SESI, voltavam pela mesma avenida e desconfiaram do grupo que corria pela avenida.Além de Marcelo, foram presos Leandro Rodrigues daSilva, de anos 20, Rosimiro Nicanor de Oliveira, de 27, e Vágner da Silva, de 36. Segundo a polícia, os três colegas de Marcelo já possuem antecedentes criminais nos artigos 180, receptação, e 157, roubo à mão armada. O caso foi registrado no 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo. O vigilante foi levado para oPronto-Socorro do Hospital Central de São Bernardo do Campo com três cortes profundos na cabeça, mas passa bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.