Quarteto refém em porta-malas é salvo pela PM e escapa de execução em Niterói

Veículo estava cercado por bandidos rivais na Favela Coronel Leôncio, no bairro da Engenhoca

Ricardo Valota, O Estado de S.Paulo,

15 Agosto 2012 | 03h54

Atualizado às 4h55

 

SÃO PAULO - Quatro supostos traficantes, dois deles menores de 18 anos, foram salvos por policiais militares, no início da madrugada desta quarta-feira, 15, em Niterói, região metropolitana do Rio, no momento em que seriam executados por traficantes rivais da Favela Coronel Leôncio, no bairro da Engenhoca.

 

Os quatro reféns, segundo a PM, são moradores do complexo do Salgueiro, comandado por uma facção rival, em São Gonçalo, cidade vizinha. Após serem espancadas e amarradas, as vítimas foram colocadas no porta-malas de um Corsa Sedan, que possui queixa de roubo. Havia cerca de 15 homens ao redor do veículo.

 

Não há informações sobre presos. O quarteto feito refém foi medicado no Hospital Estadual Azevedo Lima e não se sabe ainda se os resgatados participaram de algum confronto com traficantes de Niterói ou se invadiram alguma comunidade na região. O grupo foi encaminhado para a 77ª Delegacia, em Icaraí.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.