Quase mil presos não retornaram

Novecentos e sessenta e sete presos autorizados a passar o Dia das Mães nas ruas não voltaram para o sistema prisional paulista. O saldo corresponde a 4,79% dos 20.228 beneficiados no Estado, em razão da data, com a saída temporária. Os dados foram divulgados ontem pela Secretaria de Administração Penitenciária (SAP). De acordo com a pasta, a saída está prevista na Lei de Execuções Penais e é concedida pela Justiça aos detentos do regime semiaberto - o preso fica livre de dia e retorna à prisão à noite - com bom comportamento. Durante o ano, eles podem receber o benefício ao menos cinco vezes. Já quem desrespeita a data de retorno se torna foragido e passa para o regime fechado. A SAP informou, ainda, que o preso tem a permissão de sair mesmo que não tenha mãe, pai nem filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.