Quatro carcereiros são mantidos reféns em prisão de Magé

Um detento morreu após uma overdose de cocaína em penitenciária no Rio de Janeiro

estadao.com.br,

22 Novembro 2009 | 18h50

Quatro agentes penitenciários que eram mantidos reféns por presos rebelados na Casa de Custódia Romeiro Neto, em Magé, Baixada Fluminense, foram libertados no início da noite deste domingo, 22. A rebelião terminou após intervenção de policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope).

 

De acordo com a assessoria de Imprensa da PM, um detento morreu "vítima de overdose de cocaína".

 

"Às 19h50 os presidiários retornaram às suas celas e neste momento acontece uma revista no local e nos presos", informou a PM. A rebelião começou após uma tentativa de fuga.

 

A casa de custódia tem cerca de 500 presos. Equipes do Bope e policiais do 34º BPM atuaram para controlar o episódio.

 

Com informações de Solange Spigliatti, da Agência Estado. Texto atualizado às 21h

Mais conteúdo sobre:
rebelião presídio Magé Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.