Quatro homens são presos por assalto a residências na capital

Durante os roubos, duas famílias foram feitas reféns na zonas leste e sul. Ninguém ficou ferido

Ricardo Valota, da Central de Notícias,

30 Janeiro 2010 | 04h54

Dois assaltos a residência, ambos por volta das 21 horas desta sexta-feira, 29, terminaram com um saldo de quatro bandidos presos pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo e na cidade de Embu, região metropolitana. Todas as vítimas saíram ilesas durante a ação dos policiais; e nos dois casos os criminosos foram autuados por tentativa de roubo.

Armados com um revólver italiano calibre 38, dois assaltantes, de 20 e 23 anos, entraram no imóvel nº 6.800 da Estrada da Ressaca, no bairro da Ressaca, em Embu, tomando como refém três adultos e uma criança. Sem perceber que ainda havia uma menina de 9 anos no interior da residência, os criminosos começaram a separar os objetos. A garota conseguiu deixar a casa sem ser vista e alertou o vizinho, que se dirigiu até uma base comunitária, acionado policiais militares da 3ª Companhia do 36º Batalhão. No momento em que chegaram à residência, os policiais flagraram um dos assaltantes se preparando para deixar o local no Gol preto da família; o outro estava no banheiro, onde amarrava as vítimas. A dupla, que já era procurada pela justiça por roubo e estupro, foi detida e levada para a delegacia central de Embu.

Praticamente no mesmo horário e portando uma pistola calibre 380, dois ladrões conseguiram invadir a residência nº 404 da Rua Manoel Pinheiro de Albuquerque, no Jardim Brasília, região do Aricanduva, na zona leste de São Paulo, onde renderam um casal. Policiais militares da 4ª Companhia do 19º Batalhão, alertados por uma testemunhas, chegaram rapidamente ao local e detiveram a dupla, que já havia separado e colocado dentro do veículo Omega das vítimas alguns objetos da casa. Os dois criminosos, ao verem os policiais, ainda tentaram correr para o interior da residência com o objetivo de tomar as vítimas como reféns, mas foram dominados e detidos em flagrante, sendo encaminhados ao plantão da delegacia do Vale do Aricanduva (66ºDP).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.