CBMG/Sivulgação
CBMG/Sivulgação

Quatro meses após tragédia, bombeiros encontram corpo de vítima em Brumadinho

Apesar do elevado estado de decomposição, o cadáver foi encontrado íntegro, diferentemente do que se espera após um período tão longo

Leonardo Augusto, especial para O Estado de São Paulo

04 de junho de 2019 | 16h10

BELO HORIZONTE - Mais de quatro meses depois do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, os bombeiros encontraram na manhã desta terça-feira, 4, um corpo completo de vítima da tragédia, ocorrida em 25 de janeiro. As buscas na região somam 131 dias. O corpo foi enviado para identificação do Instituto Médico Legal (IML) em Belo Horizonte.

O cadáver, já em elevado estágio de decomposição, foi encontrado próximo a um terminal ferroviário de carga, dentro da Vale, que, segundo os bombeiros, era a frente de trabalho mais próxima do local do rompimento. A última morte confirmada e identificada pelas autoridades na tragédia de Brumadinho foi em 30 de maio.

O porta-voz dos bombeiros, Pedro Aihara, afirma que a localização do corpo, nestas condições, é atípica. "Depende de muitas variáveis. Onde estava, o caminho que percorreu na lama. Pelo local em que foi encontrado, a tendência é que este corpo estivesse segmentado", disse.

O levantamento mais recente da Defesa Civil aponta que, até o momento, foram identificados 245 mortos no rompimento da barragem da Vale no município. Outras 25 pessoas estão desaparecidas. Os números ainda não incluem os resultados de hoje das buscas.

Participam hoje das buscas em Brumadinho 142 bombeiros em 20 frentes de trabalho. São usados ainda dois cães farejadores, um drone e 137 máquinas pesadas. Não há previsão para o encerramento das buscas por vítimas por parte dos bombeiros em Brumadinho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.