Quatro pessoas são assassinadas em Campinas

Três mulheres e um homem foram assassinados a tiros em Campinas, no interior paulista, na sétima chacina registrada este ano na cidade. A polícia localizou os corpos das vítimas em uma casa na periferia, na noite de quinta-feira. Junto com os mortos a polícia encontrou quatro crianças, uma delas um recém-nascido e um menino de dois anos, que estava em estado de choque e foi levado para o hospital, onde permanece internado. Somente este ano, 28 pessoas morreram em chacinas em Campinas.Os vizinhos contaram que viram dois homens atirando contra as vítimas mas nenhum suspeito foi preso. Segundo a polícia, o local pode ter servido como ponto de vendas de drogas, conforme relataram os vizinhos. A suspeita é de que os assassinatos tenham ocorrido em um acerto de contas.Uma das vítimas foi identificada como Gisleide Maria de Almeida, mãe de uma das crianças e moradora da casa. Segundo a delegada Denise Florencio Margarido, os outros três ainda não foram identificados.Claudiane Santos, que também mora na casa, deixou o local minutos antes da chacina. Ela disse não saber porque os amigos foram mortos e afirmou que eles não tinham inimigos. Com exceção do menino em choque, as crianças foram encaminhadas para casas de vizinhos até que os parentes fossem localizados. A assessoria de imprensa do hospital informou que a avó do garoto de dois anos esteve no hospital hoje com a documentação do menino e deverá levá-lo para casa assim que ele tiver alta médica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.