Quatro são mortos em sítio no interior do Rio

Quatro pessoas foram assassinadas, entre elas um menino de 9 anos, em um sítio no município de Itaboraí, no Grande Rio, na madrugada de hoje. Os três adultos tiveram mãos e pernas amarradas e foram enforcados com cordas de náilon, depois de espancados. O menino foi morto com um tiro na cabeça. Uma menina de 9 anos escapou da chacina.O delegado Armando Zucarelli, da delegacia de Itaboraí, acredita que os criminosos queriam vingar-se de Wellington Dutra Lopes, de 46 anos. Ele era procurado por estelionato no Espírito Santo e em Goiás. Nada foi roubado.Além de Lopes, foram mortos a mulher dele, Solange Silva Correa, de 22 anos, o filho dela, Jonathan Correa Ojopi, e a babá Sulamita de Souza Pereira, de 19 anos. A polícia também investiga a hipótese de queima de arquivo.Única testemunha do crime, R.K.M., filha de uma amiga de Solange, se salvou porque estava dormindo e acordou ao ouvir os gritos de Jonathan. "Primeiro achei que ele estava brincando, mas depois ouvi ele pedindo para ser solto. Corri até o quarto da Sulamita e ela estava dormindo, mas saía sangue do nariz dela", contou a menina, sem saber que a babá estava morta. R. escondeu-se sob a cama de Sulamita e fugiu pela janela. A menina pediu ajuda ao caseiro, que mora perto dali.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.