Queda de avião de pequeno porte mata 16 pessoas no Recife

Bimotor seguia para Natal e pegou fogo ao tentar pouso de emergência, próximo à Boa Viagem

Ângela Lacerda e Priscila Trindade, estadão.com.br

13 Julho 2011 | 07h58

RECIFE - Dezesseis pessoas morreram na queda de um avião de pequeno porte no início da manhã desta quarta-feira, 13, na região de Boa Viagem, no Recife, em Pernambuco. Os 14 passageiros e dois tripulantes a bordo do bimotor morreram no acidente.

 

Segundo o Corpo de Bombeiros, o L-410 da Noar Linhas Áreas deixou o Aeroporto Internacional dos Guararapes por volta das 6h50. A aeronave faria a rota Recife - Mossoró, no Rio Grande do Norte, com escala em Natal.

 

O acidente aconteceu em um terreno baldio nas proximidades da praia de Boa Viagem, entre os bairros de Piedade e Boa Viagem. De acordo com a Aeronáutica, após a decolagem o piloto informou à torre de controle que estava com problemas e que faria um pouso forçado na praia de Boa Viagem. Na tentativa, o avião caiu e pegou fogo. 

 

O coronel Luiz Gonzaga Dutra, gerente da Defesa Civil de Jaboatão dos Guararapes, disse em entrevista à rádio Estadão/ESPN que possivelmente o piloto da aeronave tentou pousar no mar. O coronel acredita que o piloto tentou passar neste trecho para seguir em direção ao mar.

 

O bimotor foi encontrado por volta das 7 horas e, cerca de 30 minutos depois, equipes dos bombeiros faziam o resfriamento da estrutura do avião. O trabalho durou cerca de 1 hora. Por volta das 10h, os corpos das vítimas ainda eram retirados dos destroços da aeronave. Equipes do Instituto Médico Legal (IML) permaneciam no local.

 

No final da manhã, a Noar emitiu um comunicado oficial sobre o acidente. Segundo a empresa, o avião estava em operação havia um ano. A companhia afirma também que as habilitações técnicas e os certificados de capacitação física dos pilotos estavam regulares. A Noar cancelou todos os voos desta quarta-feira. Os passageiros prejudicados com a suspensão dos voos serão remanejados para outras companhias aéreas.

 

A Aeronáutica disse que "iniciou as investigações para apurar os possíveis fatores que contribuíram para o acidente". O laudo ainda não tem prazo para ser concluído.

 

Vítimas. No início da tarde, a empresa áerea divulgou os nomes das 16 vítimas do acidente. São eles: Rivaldo Cardoso (piloto); Roberto Gonçalves (co-piloto); André Freitas; Antônia Jalles; Camila Marino; Carla Moreira; Débora Santos; Bruno Albuquerque; Natã Braga da Silva; Marcelo Campelo; Maria da Conceição de Oliveira; Jonhson do Nascimento Pontes; Marcos Ely Soares de Araújo; Breno Faria; Raul Farias e Ivanildo Santos Filho.

 

Texto atualizado às 14h05.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.