Queda de avião em Belém deixa um morto e sete feridos

BELÉM – Uma mulher morta e sete feridos, dois deles em estado grave, foi o saldo da queda de um avião monomotor, modelo Cessna 210 Centurion, na manhã desta sexta-feira, 26, quando se preparava para pousar no aeroporto Júlio César, em Belém. O avião saiu de Chaves, no arquipélago do Marajó, e caiu em uma pista a menos de 150 metro do quartel do Corpo de Bombeiros.

Carlos Mendes , O Estado de S. Paulo

26 Abril 2013 | 15h40

A informação inicial de que o piloto havia morrido foi corrigida pelo Hospital Metropolitano, para onde ele foi levado em estado gravíssimo juntamente com os outros feridos. Além de quatro mulheres, o avião conduzia duas crianças de colo do sexo masculino. A morta, identificada como Greice, sofreu parada cardiorrespiratória logo ao dar entrada no hospital. 

Serviço Regional de Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) informou que um inquérito foi aberto, mas ainda não sabe quais foram as causas do acidente. O avião estava em rota de pouso na hora do acidente. A autorização para ele voar expiraria em julho próximo. "Foi um milagre a maioria dos passageiros terem saído vivos”, declarou o tenente Guilherme Torres, do Corpo de Bombeiros.

Ele comandou o resgate das vítimas e o transporte delas até o Hospital Metropolitano. Um bebê de quatro meses chorava muito, ao lado de outra criança também ferida, segundo o militar.  Alguns feridos identificados foram o vereador Angelino Augusto Cardoso Lobato, que teve traumatismo no tórax; Juliane Silva de Lima, que também levava seu bebê; Dirce Ferreira Furtado; e Ana Maria Silva Cavalcante.

O piloto, que conseguiu manobrar o aparelho e evitar que ele invadisse uma avenida engarrafada de carros, saiu com o rosto desfigurado. O hospital informou que ele foi submetido a uma cirurgia e que seu estado é gravíssimo. A frente do avião ficou totalmente destruída. Pedaços ficaram espalhados no asfalto. A barra de proteção da avenida foi arrancada, mas evitou que a aeronave se chocasse contra os veículos que passavam pelo local.

Segundo o Cenipa, nos últimos dez anos foram registrados 20 acidentes aéreos no Pará, sendo oito somente em 2010. Todos tiveram suas investigações concluídas. A falha no motor durante o vôo, com nove ocorrências, foi a maior causa dos acidentes. As condições meteorológicas – tempestades e raios – ficaram em segundo lugar. (FIM)

Mais conteúdo sobre:
Queda de aviãoBelém

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.