Queda de barreira interrompe passagem de trem entre ES e MG

Em nota, Vale informa que passageiros puderam remarcar viagem para outro dia ou obter dinheiro de volta

Solange Spigliatti, estadao.com.br

08 de janeiro de 2009 | 10h11

A travessia dos trens da Companhia Vale do Rio Doce, entre Espírito Santo e Minas Gerais, da Estrada de Ferro Vitória a Minas (EFVM) ficou interrompida nesta quarta-feira, 7, por conta de uma queda de uma barreira e de alagamentos sobre os trilhos na cidade de João Neiva, no Espírito Santo. Com a ferrovia interditada, o trem de passageiros não saiu da Estação Ferroviária Pedro Nolasco, em Cariacica, no Espírito Santo, para Belo Horizonte. Os passageiros puderam remarcar a viagem para outro dia ou obter o valor da passagem de volta, segundo nota da Vale.  A interdição da EFVM também impediu que o trem de passageiros que saiu na terça-feira, 6, às 7h30, da Estação Ferroviária de Belo Horizonte, chegasse no horário normal, às 20h30, à Estação Ferroviária Pedro Nolasco, em Cariacica. O trem ficou parado na Estação Ferroviária Piraqueaçu, em João Neiva, onde chegou às 19h40 de terça, partindo às 7h30 da quarta, em velocidade reduzida, chegando às 10h40 na Estação Pedro Nolasco, em Cariacica. De acordo com a Vale, para garantir a segurança dos passageiros, todos permaneceram dentro do trem durante todo o tempo, pois não foi possível transportar os passageiros de João Neiva até Cariacica utilizando ônibus porque a BR-101 também ficou interditada por conta das chuvas.  De acordo com a Vale, a circulação dos trens voltou ao normal na manhã desta quinta-feira, 8.

Tudo o que sabemos sobre:
barreiratravessiaESMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.