Queda de monomotor mata dois ocupantes em Piracicaba

Duas pessoas morreram na queda de um monomotor hoje em Piracicaba, no segundo acidente de aviões de pequeno porte ocorrido na cidade em menos de dois meses. O monomotor caiu na Avenida 1, no bairro residencial Serra Verde, às 10h38. Ninguém ficou ferido em terra. Dorival Barbosa da Silva e Diego Butolo, os dois ocupantes da aeronave, morreram no local. Os corpos foram levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Piracicaba. Segundo o Corpo de Bombeiros de Piracicaba, o avião voava em baixa altitude e colidiu com a fiação elétrica da avenida, caindo em seguida. Na queda, a aeronave explodiu. Os bombeiros isolaram a avenida, controlaram o incêndio e resgataram as vítimas, já sem vida. Elas apresentavam várias fraturas e tinham parte dos corpos carbonizada. A operação de resgate durou duas horas, mobilizou 17 homens e sete viaturas dos Bombeiros. O delegado adjunto do 2º Distrito Policial de Piracicaba, Fábio Toledo, explicou que a perícia esteve no local, mas as causas do acidentes ainda são desconhecidas. De acordo com ele, o avião, prefixo PT-RIR, saiu de Rio Claro para distribuir panfletos de propaganda. Até a tarde de hoje, o modelo do avião ainda não havia sido identificado. Toledo acrescentou que não houve congestionamento no local porque a avenida tem pouco trânsito. Segundo o delegado, a queda de dois monomotores em menos de dois meses, com quatro mortos, foi uma trágica coincidência. Em 23 de outubro, outra aeronave caiu sobre um depósito de leite na Vila Monteiro. Os dois ocupantes morreram, um no local e outro no hospital, dois dias depois. O monomotor fazia acrobacias aéreas e colidiu com um bimotor. O piloto do bimotor conseguiu pousá-lo no Aeroclube de Piracicaba.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.