Queda de monomotor mata duas pessoas em Londrina

Um monomotor caiu nesta sexta-feira, 19, às 9 horas, em uma fazenda a dez quilômetros do aeroporto de Londrina (400 quilômetros de Curitiba), em morro próximo ao local. A aeronave incendiou e seus dois passageiros, o piloto Valter Luis Torres e o empresário João Carlos Ribeiro, 54 anos, proprietário das empresas Vencofarma, em Londrina (PR) e Vetnil, em Louveiro (SP) de produtos veterinários, morreram carbonizados.O pequeno avião, cujo prefixo ainda não foi descoberto devido ao estado em que ficou, saiu às 7 horas do aeroporto de São José do Rio Preto, no interior paulista. O empresário era casado e tinha dois filhos.O comando do Corpo de Bombeiros de Londrina informou que foi avisado do acidente tão logo ele aconteceu, mas a colisão foi tão forte que não houve tempo para resgatar as vítimas. No local trabalhavam equipes da Infraero e da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) de Curitiba e Porto Alegre. O aeroporto de Londrina não precisou ser fechado para essa operação ser realizada.Taxi aéreoPor volta das 7h15 de quinta-feira, 18, um outro acidente provocou a queda do táxi aéreo bimotor Beach Baron, de matrícula PT-AFV. A aeronave estava fazendo a rota Belo Horizonte-Montes Claros quando o acidente ocorreu.A Anac informou que o piloto e a aeronave estavam com a documentação em dia. Morreram no acidente o piloto Thomaz Alencar Durans e o passageiro Luiz Carlos Paixão. Colaborou Pedro Henrique FrançaMatéria ampliada às 18h53

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.