Arquivo Pessoal
Arquivo Pessoal

Empresário morre em queda de ultraleve no interior de SP

O piloto Natanael de Freitas, de 49 anos, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

11 Dezembro 2016 | 14h33

SOROCABA – Uma aeronave do tipo ultraleve caiu, no início da noite de sábado, 10, próximo da pista de pouso do aeroclube de Novo Horizonte, no interior de São Paulo. O dono do equipamento, Natanael de Freitas, de 49 anos, piloto e único ocupante da aeronave, sofreu múltiplas fraturas. Ele foi socorrido e levado em estado grave para a Santa Casa da cidade, mas não resistiu.

De acordo com a Polícia Civil, funcionários do aeroclube informaram que Tekinho, como o empresário era conhecido, havia feito uma manutenção com troca de peças no ultraleve e decidiu decolar para testá-lo. Logo após a decolagem, o aparelho perdeu altura e caiu num gramado, ainda na área do aeroclube, no bairro Taquaral, a 7 km da zona urbana. O caseiro do local chamou o Corpo de Bombeiros.

Uma equipe da Polícia Científica esteve no local e fez os levantamentos para a perícia. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar o acidente. Conforme as testemunhas, o empresário comprou o ultraleve há seis meses e já havia feito outros voos com ele. Ele tinha experiência nesse tipo de aeronave e voava havia quase trinta anos. Tekinho também chegou a dar aulas de pilotagem.

O empresário era casado e deixou um filho de 27 anos, que também é piloto. Nas redes sociais, pilotos e amigos lamentaram a morte do empresário. O corpo de Freitas seria sepultado na tarde deste domingo, em Novo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.