Câmara de Ivinhema/divulgação
Câmara de Ivinhema/divulgação

Queda de ultraleve mata criança e vereador em Ivinhema (MS)

O vereador era o dono e conduzia o ultraleve, quando a aeronave perdeu altitude e caiu em uma chácara, na periferia da cidade

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

09 de setembro de 2019 | 23h56

SOROCABA – A queda de uma aeronave ultraleve causou a morte de um vereador e de uma criança de cinco anos, no início da noite de domingo, 8, em Ivinhema, no Mato Grosso do Sul. O vereador Messias Furtado de Souza (PP), de 55 anos, ex-delegado da Polícia Civil, chegou a ser socorrido, mas morreu na manhã desta segunda-feira, 9, na Santa Casa de Campo Grande, capital do Estado. A criança, Igor Davi dos Santos Fernandes, de 5 anos, morreu no local. O irmão dele, de 12 anos, foi socorrido em estado grave e permanecia internado em Campo Grande.

Conforme o Corpo de Bombeiros, o vereador era o dono e conduzia o ultraleve, quando a aeronave perdeu altitude e caiu em uma chácara, na periferia da cidade. Com o impacto, o avião pegou fogo. Policiais militares que estavam próximos ao local retiraram as vítimas, com os corpos bastante queimados. A Polícia Civil abriu inquérito para apurar as causas do acidente, que também foi notificado ao IV Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa IV).

Souza exercia o cargo de vereador desde julho de 2017, quando assumiu a vaga deixada por um vereador que faleceu. Natural de Iepê, no interior de São Paulo, ele atuou na Polícia Civil paulista como investigador e, em 2000, após aprovação em concurso, assumiu várias delegacias no interior do MS. A Câmara de Ivinhema publicou em seu site oficial nota de pesar pelo falecimento do vereador. A prefeitura lamentou a morte do vereador e da criança e decretou luto oficial de três dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.