Queda na pesquisa CNT/Sensus irrita Alckmin

O candidato do PSDB à Presidência, Geraldo Alckmin, reagiu com irritação à nova pesquisa CNT/Sensus, que mostrou uma queda de 27,2% para 19,7% de suas intenções de voto, contra uma subida do presidente Lula, candidato à reeleição pelo PT, de 44,1% para 47,9%. "Acho até uma piada", afirmou Alckmin. "Vamos tratar de coisas sérias." O postulante tucano disse que pesquisas internas do partido mostram que a diferença não é esta. Segundo ele, a campanha vai começar efetivamente com o início da propaganda gratuita no rádio e na TV, no próximo dia 15, e o voto só começará a ser definido "após a parada militar", ou seja, do feriado de 7 de setembro. Ele voltou a afirmar que a eleição será decidida no segundo turno, no qual o eleitor poderá decidir com calma. O candidato foi recebido há pouco, com festa, por cerca de 500 crianças, no estádio do Madureira Esporte Clube, em Madureira, um dos mais tradicionais bairros da zona norte do Rio. Os meninos participam de projetos sociais esportivos mantidos por políticos do PSDB no Estado. Alckmin, que está acompanhado do candidato do PSDB ao governo estadual, Eduardo Paes, ganhou camisetas das crianças. Depois da ida ao clube, ele seguiu para o Mercadão de Madureira, centro de comércio popular.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.